Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Atividades culturais e de reflexão marcam o Dia da mulher
Início do conteúdo da página Notícias

Atividades culturais e de reflexão marcam o Dia da mulher

Evento destacou a luta pela igualdade de gênero e a importância de combater o machismo no dia a dia.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 25/03/2019 15h33
  • última modificação 25/03/2019 15h35

No dia 21 de março, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Itapecuru-Mirim realizou uma programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, 08 de março. O evento foi coordenado pelas professoras Bárbara Aguiar (Engenharia Ambiental) e Katiuscia Pinheiro (Sociologia).

A abertura do evento ficou por conta da Associação das Quebradeiras de Coco, que entrou no auditório ao som de músicas típicas do movimento de mulheres e apresentou os diversos produtos derivados do coco babaçu, que elas produzem e comercializam para obter renda: sabão, sabonete, pó e sorvete de mesocarpo, pão de coco, óleo e azeite de coco e biscoitos.

Após a apresentação, a mesa foi composta pela presidente da Associação de Quebradeiras de Coco de Itapecuru-Mirim, D. Domingas Marques, que relatou as lutas diárias no trabalho com a extração do coco babaçu, e aproveitou a oportunidade para despertar nos jovens a importância da preservação das palmeiras de babaçu para a extração consciente do coco, e destacou que como mulher se sente muito orgulhosa desse digno trabalho.

Em seguida a professora e artivista Dayana Roberta, mestre em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), iniciou sua apresentação com um momento lúdico, cantando e tocando tambor junto com a plenária músicas que exaltam as lutas femininas e o direito à igualdade de gênero. Ela explicou que o feminismo trabalha com a liberdade do corpo da mulher, dos seus direitos e apresentou eventos nacionais e regionais de luta pelo respeito à mulher, explicando os objetivos de cada movimento e incentivando os alunos e servidores a denunciar casos de violência contra a mulher dos quais tiverem conhecimento.

A professora Katiuscia Pinheiro apresentou um vídeo com uma crítica a respeito das masculinidades tóxicas, apontando os comportamentos abusivos por parte de alguns homens e incentivando os alunos a assumirem uma postura diferente junto às meninas e às mulheres. A professora destacou a importância de os alunos não apoiarem atitudes machistas dos colegas e fazerem intervenções nessas situações, demonstrando o quanto são maléficas.

O evento foi finalizado com a declamação do poema “Violência contra a mulher”, composto pela professora Fernanda Queiroz e recitado pela aluna Sthefanny Luany, do curso técnico em Meio Ambiente, bem como uma apresentação musical dos alunos do curso de Meio Ambiente integrado e das professoras Dayana Roberta e Katiuscia Pinheiro.

 

“Pisa ligeiro, pisa ligeiro, se não pode com as mulheres não assanha o formigueiro”. (Movimento das mulheres)

Fim do conteúdo da página